Um dente que foi totalmente removido da sua cavidade por trauma é chamado de dente avulsionado. Traumatismos com avulsão são três vezes mais comuns em meninos do que em meninas e afetam com mais frequência crianças entre 7 e 11 anos de idade, quando os incisivos permanentes (dentes anteriores) estão erupcionando. O sucesso do tratamento de dentes avulsionados está relacionado ao tempo em que o dente fica fora de sua cavidade até o reimplante: quanto mais rápido o dente for reimplantado, melhor o prognóstico. Aqui você saberá o que fazer se você ou alguém que você conhece, algum dia sofrer um traumatismo que resulte em avulsão.

1- No caso de uma avulsão, o que  posso fazer?
Numa situação de urgência em que se verifique a avulção de um dente após traumatismo, deve seguir o protocolo de atuação de forma a tentar salvar o dente:
Poderá reimplantar o dente no próprio local ou preparar / preservar o dente para nos próximos instantes ser reimplantado pelo o seu médico dentista no consultório.

Protocolo de atuação:

Preparar o dente e deslocação à clínica:

1 – Lave o dente com água corrente, soro fisiológico, para remover poeiras segurando apenas e só pela coroa (não tocar na raiz).

2 – Não limpar a raiz do dente, na intenção de deixá-lo ainda mais limpo. Na superficie radicular há fibras que garantem a fixação do dente ao osso e que se removidas podem causar o insucesso do reimplante dentário.

3 – O dente precisa de se manter húmido para o reimplante. Coloque o dente em água, leite, soro fisiológico, ou até dentro da própria boca (se não houver risco de ser deglutido pela criança), e leve seu filho a uma clínica o mais rapidamente possível, quanto mais rápido o reimplante for realizado, maior as hipóteses de sucesso, lembramos que até 30 minutos após a avulsão será o tempo ideal para reemplantar o dente posteriormente a percentagem de sucesso do reemplante vai baixar conforme o tempo passe.

Preparar o dente para reimplante no local e deslocação á clínica:

1 – Se optar por reimplantar o dente (deve manter a calma, certifique-se da posição correta do dente e não espere!).

2 – Lave do dente em água corrente ou soro fisiológico recoloque-o no osso, tentando realinhá-lo com o dente vizinho, e deixar a boca fechada.

3 –  De seguida vá à clínica para que o seu dentista lhe faça uma contenção (uma espécie de fixação aos dentes vizinhos, por um período de 1 a 2 semanas para que aumente a taxa de sucesso do  do reimplante.

2- O que ocorre ao dente após o reimplante?
Após o reimplante, poderá haverá reabsorção lenta ou rápida da raiz, mesmo com a técnica mais correta e cuidadosa, acontece sempre alguma reabsorção. Se o dente permanece por mais de 1 hora fora da cavidade, há uma maior probabilidade de ocorrer reabsorção radicular, pois o ligamento periodontal (tecido que envolve o dente) seca e perde a vitalidade.
Apesar disso, ainda é uma técnica recomendada, pois em muitos casos, o dente pode ficar retido por muito tempo, principalmente se a reimplantação ocorreu logo depois do acidente. Sob condições favoráveis, muitos dentes permanecem por 5 a 10 anos e outros por toda a vida, outros porém, são rejeitados logo após o reimplante.

3- Dentes de leite também devem ser reimplantados após avulsão?
O reimplante de dentes de leite é contra-indicado, pois o prognóstico de sucesso é pobre. Além disso, há o risco de traumatizar o dente permanente sucessor.

4- Quais as recomendações para um paciente que tem um dente reimplantado?
O paciente não deve morder diretamente com o dente reimplantado por 3 a 4 semanas após o traumatismo.
Deve manter uma boa higiene oral usar o fio dentário e escovagens após cada refeição, fazer bochechos com um colutório CHD 0.12%  3 vezes ao dia. Após o reimplante é necessário avaliar radiograficamente e decidir a desvitalização do dente de preferência 1 semana após o trauma.

Dr. Luís Forte Martins
Diretor Clínico | Licenciatura Anatomia Patológica | Mestrado Integrado Medicina Dentária | Áreas de interesse : Patologia Oral | Ortodontia | MD Generalista